segunda-feira, 31 de dezembro de 2012

Imagine Belieber – 28º capitulo.



Depois de comermos fomos caminhar um pouco, nós estávamos bem afastados das pessoas, era só eu e ela.

Ela estava falando sobre algo que avia acontecido com ela e a Jasmine, mas eu não estava prestando atenção, eu ficava olhando cada detalhe do rosto dela, eu estava fitando seus lábios, me dava vontade de beijá-los, seus olhos me deixavam hipnotizado, ela é tão perfeita, eu nem sei como vou pedir ela em namoro, não sei o que dizer, eu não posso simplesmente falar ‘’Caitlin quer namorar comigo?’’ não, definitivamente eu não vou dizer só isso, é capas dela me dar um tapa na cara, isso seria horrível.

Eu estava tão distraída que nem percebi que ela estava me olhando com um olhar curioso.

Cait: você não estava prestando atenção no que eu dizia certo? – ela deu uma leve risada.

Ryan: é eu não estava – eu dei um meio sorriso.

Cait: sabia – nós rimos – então já que não estava prestando atenção no que eu dizia no que você 
estava pensando? – ela perguntou curiosa.

Ryan: é... Nada, eu não estava pensando nada – eu dei uma risada sem graça.

Cait: sei – ela disse rindo me fazendo ri também.

Ryan: você esta duvidando de mim? É isso mesmo? – eu disse a olhando com cara de quem estava bravo.

Cait: estou sim por quê? - ela disse provocando.
Ryan: há esta é? – eu disse me aproximando e ela foi dando alguns passos para trás – já que você ousou duvidar de mim, agora você sofrera as consequências – eu a peguei no colo e fui andando até o mar.

Cait: RYAN NÃO - ela disse tentando sair dos meus braços – por favor, Ryan, não faz isso – ela disso e eu apenas ri.

 Ryan: não adianta se debater eu não vou te soltar, pensando bem... – eu parei de andar assim que sentir aquela água gelada nos meus pés.

Cait: NÃO RYAN – ela gritou tão alto que eu acabei me assustando e deixando-a cair.

Ryan: Caitlin! – eu disse indo ajudar ela a se levantar – desculpa – eu comecei a ri e não consegui parar.

Cait: eu vou te matar – ela deu aquele sorriso maligno e jogou água em mim.
Ryan: ha não, você não fez isso, agora é guerra – eu disse jogando água nela.

Nós riamos e corríamos. É tão bom vê-la sorrindo, eu fico tão feliz ao ver o sorriso dela, é nessas horas que eu percebo que estou mesmo apaixonado pro ela.
Neste momento eu estou correndo atrás dela, ela não estava tão longe de mim então foi fácil alcançá-la. Eu a peguei pela cintura e a rodopiei, ela ria junto comigo, esse era um momento tão mágico, tão especial, eu estou amando esta aqui com ela.

Eu girei tanto que acabei perdendo o equilíbrio e caindo em cima dela.

Cait: oh não, meu cabelo vai ficar todo sujo de areia – ela disse e eu ri.

Ryan: mulheres – eu disse e revirei os olhos.

 Cait: bobo – ela mostrou a língua e eu ri.

Ryan: bobo é? Mas esse bobo aqui é de quem mesmo? – eu disse a encarando.

Cait: hmm, deixa eu pensar – ela fez uma pausa fingindo esta pensando – MEU – ela disse dando um mega sorriso me fazendo sorri mais ainda.

Ryan: isso mesmo, só seu – eu disse me aproximando e juntando nossos lábios iniciando um beijo calmo e muito romântico.

Nós ficamos lá nos beijando, estava tão bom, mas tivemos que separar nossos lábios por falta de ar.

Cait: Ryan eu necessito de ar ok – ela disse me empurrando pro lado – agora sim – ela suspirou.

Ryan: babo – eu disse me levantando – vem – eu estendi a minha mão para ajudá-la a levantar.

Cait: obrigado – eu disse passando a mão no cabelo tirando à areia do mesmo e logo depois passou a mão no short tirando um pouco de areia, e é claro que fiquei observando atentamente – o que foi? – ela perguntou assim que viu que eu não parava de olhá-la.

Ryan: nada, eu só estava te observando – eu disse passando a mão em seu rosto.

Ela sorriu. Nós ficamos traçando olhares e sorriso, ela de vez em quando desviava o olhar provavelmente estava com vergonha, ela é um pouco tímida, e eu acho muito fofo quando ela fica com vergonha, ela fica ainda mais linda.

(...)

O sol esta se pondo, eu estou sentando com ela na areia, nós estamos observando o por do sol, que por sinal é lindo.

Cait: que lindo – ela estava com os olhos brilhando admiranda aquela vista.

Ryan: eu ou o por do sol? – eu perguntei brincando.

Cait: os dois – ela me olhou e sorriu.

Esse é o momento certo para pedir ela em namoro, não tem momento mais adequado e romântico 
que esse.

Ryan: Cait – eu a chamei fazendo ela me olhar – eu quero dizer que eu te amo, quero viver ao seu lado, quero me casar e ter filhos com você, quero poder ser feliz o resto da minha vida junto a ti meu amor. Eu me apaixonei por você de uma forma que eu não sei explicar, mas eu tentava fugir desse amor que eu sentia por você, mas eu vi que ira impossível, esse amor é maior que eu, e eu fiquei tão feliz quando soube que você gostava de mim também – eu me levantei fazendo ela se levantar também – Caitlin você quer namorar comigo? – eu coloquei a mão no bolso pra pegar a caixinha que estava os anéis, mas ela não estava lá. Eu sou muito burro mesmo, eu deixei lá na minha mochila – meu amor espera só um pouquinho ta – eu nem esperei ela responder e sai correndo pra pegar os anéis.

{Narração de Caitlin}

Ele estava tão romântico hoje, nós nos divertimos muito, brincamos, corremos, nos beijamos, essa tarde com ele foi perfeita.

Nós estávamos vendo o por do sol, aquilo era tão romântico, nós estávamos abraçados observando aquela bela vista até ele me chamar e começar a fazer uma declaração, eu fiquei paralisada, eu fiquei sem saber o que fazer, ele estava dizendo coisas lindas, ele disse que me amava, eu estava transbordando de felicidade. Ele se levantou e eu levantei junto ele me olhou nos olhos respirou fundo e disse à frase que eu mais queria ouvir, ele me pediu em namoro, mas algo estava errado, ele colocou as mãos nos bolsos da bermuda dele procurando alguma coisa, mas ele não encontrou então ele disse que iria ali e já voltava, ele nem esperou eu responder e saiu correndo, ele estava indo em direção de onde nós estávamos antes.

Eu fiquei lá parada esperando ele voltar. Eu olhava pro por do sol e aquelas lindas palavras que ele avia dito há alguns minutos atrás ficavam ecoando em minha mente, eu não conseguia parar de sorriu, eu estava tão mais tão feliz que parecia que eu iria explodir de tanta felicidade.

Eu senti alguém me abraçar por trás e beijar o meu pescoço me fazendo arrepiar, era ele.

Ryan: voltei, desculpa pela demora eu não estava encontrando isto – ele veio na minha frente se ajoelhou e abriu uma caixinha vermelha, lá dentro avia duas alianças lindas - então Caitlin você aceita ser minha namora? Aceita me fazer feliz por resto da minha vida? – ele perguntou me encarando esperando uma resposta.

Cait: sei não Ryan – eu disse brincando, ele me olhou com os olhos arregalados e assustado – é brincadeira seu bobo, é claro que eu aceito – ele respirou aliviado, ele se levantou e colocou uma das alianças em meu dedo e eu peguei a outra e coloquei em seu dedo – eu te amo – eu disse sorrindo.

Ryan: eu te amo mais – ele disse e logo depois se aproximou de meus lábios os selando.

Nós nos beijávamos apaixonadamente, aquele definitivamente foi o melhor beijo de todos. 

Esta ai mais um capitulo, espero que gostem.
Comentem, seu comentário é muito importante pra mim. 
FELIZ ANO NOVO MEUS AMORES! tudo de bom pra vocês, que em 2013  possamos realizar nossos sonhos, ir na Believe Tour né haha. muita saúde, paz, amor, felicidade, dinheiro também né, bom espero que 2013 seja melhor que 2012! Amo vocês minha lindas e lindos se tiver algum menino ai kk, bom é isso beijos meus amores <3

achei lindo ele usando essa regata escrito ''I ♥ my Beliebers'' 
SWAG!!
 

quinta-feira, 27 de dezembro de 2012

Selos!!!




 




Eu fiquei muito, muito feliz quando vi que tinha recebido esses selinhos :D
Bom os blogs que eu vou dar os selinhos são:

Esses são os blogs. Eu super indico esse blogs pra vocês lerem as historias são perfeitas <3
Xoxo.


quarta-feira, 26 de dezembro de 2012

Imagine Belieber – 27º capitulo.




Ele me encarava querendo uma resposta, mas eu não conseguia pronunciar nenhuma palavra, então eu me aproximei dele e o beijei, isso mesmo, eu o beijei. Bom eu não tinha certeza se sentia algo a mais por ele ou não, mas eu queria beijá-lo de novo, sentir os lábios dele colados nos meus, sentir aquele friozinho na barriga, eu precisava disso.

Ele de imediato correspondeu ao beijo. Ele colocou uma das mãos na minha cintura me puxando para mais perto de seu corpo e a outra mão ele colocou na minha nuca, eu estava com minhas mãos em volta do seu pescoço. Era tão bom ter seus lábios colados nos meus, o beijo estava tão calmo, tão romântico, estava perfeito.

Eu estava perdida naquele momento mágico entre eu e ele, parecia que só existíamos nós dois no mundo. Eu comecei a ouvir alguém me chamar, mas não era qualquer um era o Victor, oh my god!

Victor: mamãe? – ele disse puxando a minha blusa.

Eu logo tratei de me afastar de Justin. Eu encarei Victor e logo vi que Jasmine estava lá parado nos encarando, ela provavelmente estava com Victor.

Amanda: Filho – eu disso o pegando no colo.

Victor: mamãe por que você estava beijando o Justin? – ele perguntou me encarando e eu gelei o que eu vou dizer?

Eu não consegui pensar em nada, eu olhei pro Justin e ele me olhou com cara de quem não sabia o que fazer também, ótimo me ferrei.

Jasmine: Victor meu amor vamos lá pro quarto comer chocolate daqui a pouco a sua mãe vem também – ela disse vindo até mim e o pegando no colo.

Victor: oba chocolate – ele disse todo animado.

Jasmine: esta me devendo uma – ela disse sussurrando enquanto pegava o Victor.

Amanda: valeu amiga – eu disse e ela sorriu.

Quando ela saiu com Victor eu respirei aliviada afinal eu não precisei responder aquela pergunta imprópria do meu filho não é?

Justin estava me encarando, assim que ele percebeu que eu estava o encarando também ele sorriu e me puxou pela cintura.

Justin: onde nós paramos mesmo? – ele perguntou aproximando seus lábios do meu pescoço e logo em seguida dando vários beijinhos no mesmo me fazendo arrepiar.

Amanda: Justin – eu protestei me afastando.

Justin: o que? – ele disse me encarando, ele estava com uma cara muito engraçada e eu não consegui conter a risada – ta rindo do que em? – ele disse fazendo cócegas na minha barriga.

Amanda: para Justin – eu disse me afastando – eu estava rindo da sua cara – eu mostrei a língua.

 Justin: boba – ele fez o mesmo – mas então você gosta de mim mesmo? – ele mudou de expressão ele ficou seria.

Amanda: eu não sei, quer dizer eu... É... Eu não sei – eu disse me enrolando nas palavras, eu não tinha certeza do que sentia por ele, eu precisava de tempo pra pensar – eu não tenho certeza do que sinto por você Justin, as coisas estão acontecendo rápido demais, eu preciso de um tempo pra pensar tudo bem? – eu disse meio aflita esperando por sua resposta.

Justin: sim, tudo bem – ele disse meio desanimado e deu um meio sorriso.

Amanda: bom eu preciso ir depois a gente se fala – eu disse e dei um meio sorriso também.

Justin: ok – eu me aproximei dele pra dar um beijo em sua bochecha, mas ele foi mas rápido e me deu um selinho – até depois – ele sorriu e saiu me deixando lá com cara de quem não ta entendendo nada.

Eu fique lá parada lembrado daquele momento surreal que acabara de acontecer, foi tão mágico, tão fofo, tão Justin haha. Ele é tão especial pra mim, só de lembrar que ele disse que gosta de mim eu fico tão feliz, é algo inexplicável.

Depois de ficar parada lá no meio do corredor que nem uma idiota eu fui pro meu quarto ver o que a Jas e o Victor estavam aprontando.

Amanda: o que os dois estão fazendo ai em? – eu disse assim que entrei no quarto.

Victor: mamãe – ele disse vindo correndo até mim.

Jas: nós só estamos comendo chocolate – ela disse me mostrando o chocolate.

Victor: é mamãe ta muito bom, to prova – ele disse colocando um pedaço na minha boca.

Amanda: hmm que gostoso, mas não é pra comer muito não ta meu amor se não depois você fica com dor de barriga – eu disse o colocando no chão e ele saiu correndo indo pra cama onde estava a Jasmine.

Victor: ta bom mamãe – ele disse pegando mais um pedaço de chocolate e logo em seguida voltou a assistir o desenho.

Jas: em aqui – ela me puxou pelo braço até o sofá.

Amanda: que foi? – eu disse me sentando de frente pra ela.

Jas: que foi é – ela disse rindo me fazendo ri também – o que foi aquilo? – ela perguntou animada.

Amanda: aquilo o que? – me fiz de desentendida.

Jas: para de enrolar conta logo – ela disse ansiosa.

Amanda: ta bom, ta bom – eu ri – ele disse que gosta de mim – eu disse dando um baita sorriso – e ele perguntou se eu gostava dele também mas eu não tenho certeza do que estou sentindo por ele.

Jas: mas e aquele beijo? Foi ele que te beijou? – ela perguntou curiosa.

Amanda: não – eu dei um meio sorriso – fui eu, e não me pergunte por que eu fiz isso – eu disse rindo.

Jas: ok – ela riu também – eu acho que vocês vão acabar ficando juntos, se ele disse que gosta de você ele não vai desistir até você aceitar ficar com ele – ela sorriu.

Amanda: o problema não sou eu aceitar ficar com ele ou não, o problema é o Leo ele não gosta do 
Justin, ele vai ficar furioso quando souber – eu disse desanimada.

Jas: ele vai ter que aceitar, se ele pode sair pegando aquelas vadias por que você não pode ficar com o Justin? Se ele não quer que você se meta na vida dele então ele não pode se meter na sua vida também – ela disse seria e eu apenas concordei com a cabeça.

Eu espero mesmo que ele não venha querer se meter, não quero que ele venha com aquele papinho de sempre ‘’ele não é boa pessoa, você vai acabar saindo machucada, e eu não quero ver você sofrendo’’ eu sei que ele se preocupa comigo, mas eu sei cuidar de mim e sei que o Justin nunca faria nada pra me magoar.

Jas: você sabe onde ta a Cait? Eu a procurei, mas não a encontrei em lugar nenhum – ela disse se levantando e indo pegar o pacote de chocolate que estava na cama e logo depois voltou pro sofá.

Amanda: ela ta com o Ryan, ele a chamou para um piquenique, ela não te falou? – eu perguntei pegando um pedaço de chocolate.

Jas: ah é mesmo ela falou, eu tinha esquecido – nós rimos.

Nós ficamos lá conversando e comendo chocolate, era tão bom ficar com a Jas ela me faz ri, eu adoro isso.

De vem em quando eu me pegava pensando nele, será mesmo que eu devo aceitar, sei lá, ficar com ele, pelo menos eu vou poder ver se sinto algo a mais por ele ou não. É melhor eu pensar bem, não quero magoar ele.

{Narração de Ryan}

Onde ela esta? Será que ela não vai vim? Oh my god!

Eu estava andando de um lado para outro, eu estava muito nervoso, ela não tinha chegado ainda, ela estava 15 minutos atrasada. Eu parei de andar e fiquei encarando o mar.
‘’ela vai vim’’ eu ficava repetindo isso pra mim mesmo, mas não adiantava eu não conseguia parar de pensar na possibilidade de ela ter desistido de vim, de ela ter desistindo de mim.

XxXx: Ryan – eu ouvi alguém me chamar, eu sabia que era ela, eu reconheci aquela doce voz.

Ryan: eu pensei que você não viria – eu disse me virando e sorrindo.

Cait: eu me atrasei um pouquinho, me desculpa – ela disse olhando pro chão.

Ryan: tudo bem, o que importa é que você esta aqui – eu sorri e me aproximei dela.

Cait: assim você vai me deixar sem graça – ela deu um sorrisinho tímido.

Ryan: essa é a intenção – eu ri.

Cait: besta – ela riu também.

Ryan: besta que você ama muito não é – eu ri e deu um selinho nela.

Cait: vamos comer – ela disse se soltando e sentando na areia.

Ryan: ok – eu me sentei de frente pra ela e nós ficamos conversando e comendo.

Eu estou tão nervoso, não sei o que falar, eu estou suando frio. Eu tenho que pensar no que vou dizer quando foi a pedir em namoro, será que ela vai aceitar? Espero que sim.

Calma Ryan, relaxa, respira fundo e aja normalmente.

Esta ai mais um capitulo espero que gostem.
Comentem eu quero saber se estão gostando.
Estou tão feliz ganhei 7 selinhos da Jessy Do Kidrauhl obrigado sua linda <3
Depois eu posto os selinhos e coloco os blogs que os receberam ok.
Xoxo.
Meus branquelos lindos <3
SWAG!!




terça-feira, 25 de dezembro de 2012

Feliz Natal!

Passando só pra desejar um Feliz Natal pra vocês meus amores!
Obrigado por lerem a minha IB suas lindas.
Não se preocupem por que amanha eu vou posta ok! 
Xoxo.

sábado, 15 de dezembro de 2012

Imagine Belieber – 26º capitulo.




{Narração de Amanda}

Eu respirei fundo umas mil vezes antes de bater na porta. Assim que eu bati na porta ela se abriu e de lá de dentro saiu uma menina, muito bonita por sinal, mas o que diabos uma menina estava fazendo no quarto do meu irmão? Bom, essa foi uma pergunta muito idiota não é?! Mas mesmo assim o que essa vadia esta fazendo aqui?

XxXx: posso ajudar? – ela perguntou me olhando com desprezo.

Amanda: pode sim queridinha, você pode sair da minha frente – eu disse a empurrando e fazendo ela sair da frente e eu entrei.

XxXx: quem você pensa que é pra ir invadido o quarto dos outros? – ela disse indignada vindo até mim.

 Amanda: primeiro quem você pensa que é pra vim falando nesse tom de voz comigo e segundo esse quarto aqui é do meu irmão e eu o invado a hora que eu quiser então sai da minha frente vadia – eu disse tirando ela da minha frente e procurando o Leo.

XxXx: minha querida me chamo Miley muito prazer – ela deu um sorrisinho irônico – e pra sua informação eu não sou uma vadia, já você eu não posso dizer o mesmo – ela disse ainda com aquele sorriso irônico que me deixou com mais raiva ainda.

Amanda: minha queria eu não sou como você que sai dando pra qualquer um ok? – eu sorri ironicamente.

Miley: claro que não, você é muito pior – ela se virou pra ir até a cama, mas como eu não levo desaforo pra casa eu tive que pegar ela pelo braço fazendo a mesma se vira para mim com uma cara de espanto – o que você pensa que esta fazendo? Me solta garota – ela disse tentando se soltar.

Amanda: minha querida mesa as palavras antes de falar sobre mim ouviu – eu disse seria, eu estava a ponto de dar um tapa na cara dela.

Miley: ou o que? Vai me puxar pelo braço de novo, ou vai chamar o seu irmão pra te defender? Você que escolhe – ela disse com aquele mesmo sorriso irônico.

Dessa vez eu não pude me controlar, ela tinha passado dos limites, como ela ousa falar assim de mim. Eu a encarei com um olhar mortal e ela só sorria, mas esse sorriso não durou muito, eu tratei de dar um belo tapa na cara dela que fez minha mão arder e ela virar o rosto.

Amanda: eu escolho dar mais um tapa nessa sua cara de vadia – eu disse sorrindo ironicamente.

Leo: o que você esta fazendo aqui Amanda? – ele disse assim que saiu do banheiro sem camisa e com o cabelo todo bagunçado.

Amanda: eu vim aqui tentar conversar com você e encontro uma vadiazinha no seu quarto! O que esta acontecendo com você? Você não era assim Leonardo – eu disse tentando me acalmar.

Leo: o que esta acontecendo? Eu deveria perguntar isso a você. Eu sou o mesmo, mas e você? Por que esta agindo assim? – ele veio até mim, ignorando os gemidos de dor da vadia.

Amanda: se você esta falando do beijo que rolou entre mim e o Justin você esta sendo infantil, foi só um beijo não significou nada, foi coisa de momento, você esta sendo muito idiota agindo desse jeito, ficando com raiva sem motivos, por favor Leo – eu disse revirando os olhos.

Leo: eu não estou sendo infantil E nem idiota, eu só acho que você não deveria ficar beijando ele, afinal você nem o conhece direito e já o beijou – ele disse indignado como se beijar o Justin fosse algo de outro mundo

Amanda: eu aposto que você também não conhece essa vadia direito, mas olha só, ela ta aqui e eu aposto que você deve ter transado com ela, então não venha falar de mim seu idiota – eu disse já ficando alterada novamente.

Leo: não fala comigo assim Amanda, eu sou sei irmão não qualquer um pra você ficar falando assim – ele disse ficando alterando também.

Amanda: eu falo do jeito que eu quiser, você não me da motivos pra te tratar diferente, VOCÊ É UM IDIOTA MESMO – eu gritei, gritei porque estava com raiva, muita raiva.

Leo: NÃO GRITA COMIGO PORRA– ele gritou também, mas ele levantou a mão pra me bater, mas o Justin apareceu do nada segurando no braço dele evitando que ele me batesse.

Justin: cara se acalma, por favor – ele disse soltando o braço do Leo.

Leo: o que você esta fazendo aqui Justin? Sai do meu quarto seu idiota – ele disse já indo pra cima do Justin.

Justin hey se acalma. Eu só estava tentando evitar que você fizesse alguma besteira – ele disse calmo.

Leo: quem fez besteira aqui foi você, por que você beijou a minha irmã? Você ta querendo se aproveitar dela só porque agora esta solteiro? Se você ta achando que vai pegar ela e depois jogar fora você esta muito enganado, então fique longe dela, ouviu? – ele disse serio.

Justin: eu entendo a raiva que você esta sentindo por mim, mas eu não quero e não vou magoar a sua irmã, e nós não temos nada, não a motivos para você ficar com raiva de mim, como ela disse nós só nos beijamos, não ouve mais nada você viu – ele disse tentando acalmar o Leo.

Leo: eu espero, para o seu bem, que você não faça nada para machucar a minha irmã, se não meu irmão você vai ta ferrado, ouviu? – ele disse mais que serio, ele estava quase voando no pescoço do Justin.

Justin: sim, eu ouvi – ele disse.

Amanda: Leo será que da pra parar de ser idiota, pelo amor de Deus, que verginha, serio, meu não precisa disso, não precisa dar esse seu showzinho ok? – eu disse com um pouco de vergonha pelo simples fato de ele ter dito tudo isso pro Justin, e foi muito desnecessário.

Leo: eu não estou dando nem um show aqui, eu só estou tentando proteger a minha irmã só isso – ele disse como se fosse obvio.

Amanda: você fala como se o Justin fosse fazer alguma coisa comigo, por favor – eu o encarei indignado.

Leo: minha queria irmã você é muito inocente – ele colocou a mão no meu ombro – você não sabe o que se passa pela mente poluída desse ai – ele disse olhando por Justin com cara feia e eu ri.

Justin: o que? – ele disse indignado – eu não tenho mente poluída – ele disse com uma cara de espanto muito engraçada me fazendo ri mais.

Amanda: eu sei disso, meu irmão que é super protetor e um idiota não é – eu o encarei com cara feia e ele deu uma risada sem graça.

Miley: se vocês ainda não perceberam eu estou morrendo aqui – nossa a vadia ainda ta ai!

Leo: o que aconteceu? – ele disse indo até ela, que ainda esta com a mão no rosto onde eu avia dado um tapinha de leve, acho que nem doeu tanto assim.

Miley: a sua irmãzinha me bateu – ela disse furiosa e eu ri.

Amanda: para de drama vadia, nem foi tão forte ok – eu disse revirando os olhos.

Leo: Amanda eu não acredito que você bateu nela – ele disse indignado indo até a cama com ela.

Amanda: eu não fiz nada que merda – eu disse já com raiva.

Miley: não vez nada?! Você me deu um tapa na cara e ainda fala que não vez nada! – ela disse me olhando indignada.

Amanda: olha o drama garota. Eu admito, eu bati nela sim e não, eu não me arrependo – eu sorri ironicamente a encarando.

Miley: vadia eu vou te matar – ela disse levantando e vindo pra cima de mim.

Amanda: sai de perto de mim – eu disse a empurrando fazendo ela cair no chão e me levar junto – ai porra – eu disse reclamando por ter batido as costas no chão.

Miley: agora você vai ver quem é vadia – ela disse dando um tapa na minha cara.

 Leo: adoro ver briga de mulher – ele disse todo animado.

Justin: cara você não vai fazer nada? Ela ta batendo na sua irmã – ele disse indignado com a atitude do Leo.

Amanda: SAI DE CIMA DE MIM VADIA – eu disse gritando e a empurrando tirando ela de cima 
de mim.

Leo: é você ta certo, mas fala ai é muito legal ver isso – ele disse rindo e olhando eu e a vadia tentando se matar.

Justin é legal – ele riu – o eu to falando, vêm separa elas – ele disse puxando o Leo e indo até onde nós estávamos brigando - AMANDA SOLTA O CABELO DELA – ele disse gritando tentando fazer com que eu soltasse o cabelo da vadia.

Amanda: ME SOLTA JUSTIN, EU VOU MATAR ESSA CACHORRA - eu disse gritando e puxando o cabelo dela mais ainda.

Leo: AMANDA SOLTA ELA – ele disse me assustando fazendo eu soltar o cabelo dela, mas na minha mão avia ficado um punhado te cabelo, quando eu vi isso eu ri.

Amanda: isso que da mexer com quem esta quieto vadia – eu sorri.

Miley: OMG O MEU CABELO – ela disse pegando em seus cabelos.

Justin: não acredito que fez isso – ele disse sussurrando pra mim indignado.

Amanda: ela mereceu Justin, ela estava me batendo, e você ainda falou que aquilo era legal seu idiota – eu disse o encarando com raiva.

Justin: desculpa, é que eu... Eu... Sei lá... Eu só... Há sei lá – ele disse nervoso me fazendo ri – ta rindo do que em briguenta? – ele disse me encarando.

Amanda: não sou briguenta ok – eu disse o encarando incrédula.

Justin: não é? E quem é que estava brigando há 5 minutos atrás e ainda saiu com um tufo de cabelo nas mãos? – ele disse rindo.

Amanda: não sei quem foi que fez tudo isso, mas pode ter certeza não fui eu – eu disse seria mais logo em seguida comecei a ri.

Leo: Amanda vem pode pedir desculpas pra Miley – ele disse se levantando.

Amanda: eu não vou pedir desculpa coisa nenhuma – eu disse saindo do quarto dele.

Justin: hey espera – ele disse vindo até mim.

Amanda: o que você quer vai falar pra eu voltar lá e pedir desculpas? Se for fazer isso desiste por que eu não vou me desculpar com ninguém – eu disse o encarando com raiva.

Justin: não eu não vou fazer isso – ele disse me encarando.

Nós ficamos lá parados um olhando pro outro sem dizer nada. Nós ficamos no silencio absoluto, e isso estava me incomodado. Eu queria dizer alguma coisa pra quebra esse clima tenso que estava, mas simplesmente não saia nenhuma palavra da minha boca.

Justin: é... Eu queria saber se... Se... –ele estava tentando perguntar alguma coisa, mas não saia nada da sua boca.

Amanda: queria saber o que Justin? – eu perguntei curiosa.

Justin: eu queria saber se... – ele respirou fundo e então continuou – se aquele beijo não significou nada pra você mesmo? Porque pra mim significou alguma coisa – ele disse e eu gelei, ele avia escutado o que eu disse pro Leo, e eu não sei o que dizer, eu não sei se aquele beijo realmente significou alguma coisa.

Eu fiquei lá parada sem dizer uma palavra. Ele ficou me encarando esperando por uma resposta, mas nada, nada, nenhuma palavra saia da minha boca.

Vamos Amanda diga alguma coisa. Eu ficava repetindo isso inúmeras vezes na minha mente. Eu tentava organizar os meus pensamentos, tentava entender se o que eu sentia por ele era realmente algo a mais, se era o que ele estava sentindo por mim também.

Esta ai mais um capitulo, espero que gostem.
Comentem, quero saber se estão gostando.
Xoxo.
Que perfeito esse menino, meu Deus hahaha.
SWAG!!
 

quinta-feira, 29 de novembro de 2012

Imagine Belieber – 25º capitulo.




{Narração de Amanda}

Eu ainda estava no quarto do Justin com o pessoal, e o Leo ainda não avia chegado. Eu só espero que ele esteja bem.

Amanda: pessoal eu vou levar meu filho lá por quarto, é melhor. E eu acho melhor também vocês irem dormi já ta tarde – eu disse olhando para o Victor que estava na cama do Justin.

Justin: se você quiser eu levo ele pra você – ele disse se levantando.

Amanda: se não for incomodar - eu ri.

Justin: claro que não vai incomodar – ele sorriu e pegou o Victor no colo.

Ryan: então vamos todos dormi, e Amanda se o Leo aparecer você avisa a gente ta? – ele falou abrindo a porta do quarto.

Amanda: ok, eu aviso sim – disse pegando os sapatos do Victor do chão.

Nós saímos e cada um foi para o seu quarto descansar. Quando eu cheguei ao meu eu abri a porta e o Justin entrou com o Victor e o colocou na cama.

Amanda: muito obrigado Justin – eu sorri.

Justin: de nada linda – ele sorriu também – se você quiser eu posso ficar aqui com você até o Leo aparecer, eu sei que você não vai conseguir dormir – ele disse me olhando.

Amanda: não precisa você deve cansado, é melhor você ir descansar – eu disse o encarando.
Justin: não, eu fico. Eu não vou deixar você aqui sozinha, ou quase sozinha – ele olhou pra 
Victor e deu uma risada abafada.

Amanda: tudo bem – eu ri – vem senta aqui – eu disse pegando em sua mão e o puxando até o 
sofá.

Justin: você tento ligar pra ele? – ele perguntou me encarando.

Amanda: sim, eu liguei, mandei mensagem, mas ele não respondeu – eu disse triste e preocupada.

Justin: eu sei que ele esta bem, ele sabe se cuidar – ele disse e me abraçou.

Eu não disse nada.

O abraço dele é tão bom, me passa segurança, me deixa mais tranquila. Eu deitei a cabeça no seu ombro e ele deitou a cabeça dele na minha, é tão bom, mesmo eu estando preocupada e aflita, esse simples gesto dele já me deixa mais calma. Eu levantei a minha cabeça e o encarei, ele me olhou meio espantando, não sei, acho que foi pelo fato de eu ter levantado do nada e ficar o encarando.

Amanda: obrigado por te ficado aqui comigo, nem sei por que, você nem me conhece direito e esta sendo tão bom comigo, esta me ajudando e tudo mais – eu disse meio rápido e Le me olhou sorrindo.

Justin: é eu posso não te conhecer muito bem, mas sei que você é uma ótima pessoa. E não sei se você lembra lá no começo da minha careira, bem no comecinho, quem foi que me ajudou a chegar onde eu estou hoje? Foi você e todas as minhas Beliebers, então eu devo isso a vocês, vocês me ajudaram mesmo não me conhecendo, eu sempre vou esta aqui para ajudar você e todos aqueles que me ajudaram um dia – ele sorriu.

O que ele disse foi perfeito. Nós ficamos nos encarando por um tempo sem falar nada, apenas trocando sorrisos e olhares, ele se aproximou, e eu por impulso me aproximei também, não sei o que esta acontecendo, só sei que eu estou hipnotizada. Ele colou nossas testas e ficou me olhando, depois ele rosou nossos narizes e enfim juntou nossos lábios iniciando um calmo, romântico e doce beijo. Os lábios dele são tão macios. Eu estava nas nuvem, parecia um sonho, um sonho que eu não quero acordar, eu queria ficar ali com ele, mas como nem tudo que queremos pode ser realizado eu tive que me separar dele, e tudo isso por culpa do meu irmão, espera, MEU IRMÃO!

Leo: o que esta acontecendo aqui? – ele perguntou furioso, como se o que eu tivesse feito fosse algo de outro mundo.

Amanda: onde estava? – eu perguntei ignorando sua pergunta tosca, eu me levantando e fui até a porta.

Leo: não vai me responder? – ele disse entrando no quanto e encarou o Justin e depois me encarou com raiva.

Amanda: que eu saiba quem precisa responder alguma coisa aqui é você, onde estava? Vamos Leo responda – eu disse já sem paciência.

Leo: eu estava por ai, e isso também não te interessa, eu sou bem grandinho e já sei cuidar de mim 
mesmo, mas você pelo visto não sabe fazer isso – ele disse irônico e olhou para o Justin e depois saiu do quarto.

Amanda: QUE RAIVA – eu gritei assim que ele saiu.

Ele me tira do serio, eu odeio isso, ele acha que pode mandar em mim e ainda acha que pode ficar andando por ai e depois voltar tarde da noite achar que eu não me importo, que eu não me preocupo, mas ele esta enganado.

Justin: calma – ele disse vindo até mim e me abraçou – ele só esta de cabeça quente – ele disse assim que nos separamos do abraço.

Amanda: eu vou lá falar com ele, ele vai ter que me escutar – eu disse me virando par sair, mas o 

Justin pegou no meu braço – Justin! – eu disse o repreendendo.

Justin: é melhor não, já ta tarde e ele não vai querer falar com você agora. É melhor você espera até amanha – ele disse calmo e soltou o meu braço.

Amanda: tudo bem – eu suspirei – Desculpa por ele ter agido e falando aquilo, desculpa mesmo – eu disse com vergonha, não só por aquilo que o Leo falou, mas também por que nós tínhamos nos beijados, e bem eu não sei o que ele achou do beijo! Eu não sei nem porque eu estou pensando isso, que bestei! Eu devo estar com uma cara de lerda, ou algo do tipo, o que eu faço agora? OMG.

Justin: não precisa se desculpar, a culpa foi minha se eu não tivesse te beijado nada disso teria acontecido, eu que peço desculpas – ele disse meio sem jeito, acho que ele esta com vergonha também, que fofo.

Amanda: tudo bem, foi algo sem pensar, não se preocupe, eu vou falar com ele depois e tudo vai ficar bem – eu sorri e ele retribuiu.

Justin: então...eu vou indo, boa noite – ele disse e logo em seguida depositou um beijo na minha 
bochecha.

Amanda: ok e obrigado, boa noite – eu disse e fechei a portar.

Não estou acreditando no que aconteceu, serio, isso foi mesmo real? Ou foi só mais um daqueles meus sonhos malucos?! Eu estou tão, mas tão feliz.

Depois de pular, dançar e gritar, mas um gritinho bem baixo, eu não poderia acordar meu filho, mas depois de tudo isso eu fui tomar um banho bem quentinho e relaxante, depois do banho eu vesti meu pijama e mandei uma mensagem para o pessoal avisando que o desaparecido avia aparecido. Mas para as meninas eu tive que pedir para que elas viessem aqui, eu estava muito animada e tinha que falar com elas.

 Cait: abre a porta vadia, vai logo – ela disse batendo na porta e eu ri.

Amanda: calma menina – eu falei assim que abri a portar.

Jas: o que aconteceu? – ela disse entrando no quarto.

Amanda: nossa que alforria em! – eu ri.

Cait: vai contar ou não? – ela disse já sem paciência.

Amanda: ok, ok. Sentem – eu disse apontando por sofá.

Jas: pronto agora conta – ela disse animada.

Amanda: então depois que a gente saiu do quarto do Justin ele veio trazer o Victor, ai nós ficamos conversando e – a Cait me interrompeu.

Cait: será que da pra ir logo ao ponto – ela disse e eu ri.

Amanda: ok – eu suspirei – o Justin me beijou – eu disse com um sorriso torto no rosto e elas ficaram sem reação.

Elas: O QUE? - elas disseram, não, elas GRITARAM juntas.

Amanda: não gritem – eu disse – foi o que vocês ouviram, ele me beijou – eu disse tentando conter a felicidade.

Cait: mentira? – ela disse com os olhos arregalados.

Jas: que demais menina, será que ele gosta de você? Eu acho que sim em, pra ele ter te beijado, ele deve gostar de você só pode – ela disse sorrindo.

Amanda: eu não sei, mas, há eu não sei – eu ri – eu acho que ela não gosta de mim, sei lá, foi só um beijo, só isso, não significa que ele goste de mim – eu disse meio triste por pensar que ele possa não gostar de mim, mas também não tem nem como ele gosta de mim sendo que nos conhecemos há pouco tempo.

Cait: é pode até ser que ele não goste, mas vai que no futuro próximo ele vá se interessar por você 
– ela sorriu.

Amanda: é, vai saber, mas que foi bom foi em – nós rimos.

Jas: e você Cait? Como vão as coisas com o Ryan?

 Cait: há ta tudo perfeito – ela sorriu – ele falou que nosso piquenique vai ser amanha, eu estou tão ansiosa – ela riu.

Amanda: não se preocupe, vai dar tudo certo – eu sorri.

Jas: bom é melhor a gente ir, já ta tarde e eu to com sono – nós rimos.

Amanda: ok sua preguiçosa – nós rimos novamente – boa noite meninas, beijinhos – eu disse soltando beijos no ar.

Cait: boa noite amor – ela também soltou beijinhos no ar.

Jas: boa noite – ela fez o mesmo.

Eu fechei a porta e deitei ao lado do meu filho e fiquei o observando. Depois de um tempo eu acabei pegando no sono.

{Narração de Justin}

Eu não acredito que fiz aquilo, não acredito que a beijei. Por que eu fiz isso? Por quê? E eu nem sei por que estou ‘’reclamando’’ eu gostei, gostei mesmo. Foi tão estranho, foi tão espontâneo. 

Mas o irmão dela parece não ter gostada de ter visto eu a beijando, mas eu não ligo, o que importa é que ela correspondeu isso deve significar alguma coisa não é? Bom vai saber, ela é Belieber, é 
claro que ela iria corresponder ao beijo, afinal, é o sonho de um Belieber beijar o Justin Bieber não é?

Depois de tanto pensar eu acabei dormindo. Eu acordei bem desposo depois de uma ótima noite de sono. Eu tomei banho e me arrumei, logo depois pedi o café da manha.

(...)

Eu estava no meu quarto no tédio. Eu só consigo pensar naquele beijo, mais que droga em! Eu não quero pensar naquele beijo, eu não quero pensar nela, eu não quero me apaixonar de novo. 

Mas isso tudo parece ser tão difícil ser evitado. Eu não consigo parar de pensar no sorriso dela, no jeito como ela age comigo, os olhos dela brilhando quando ela olha para mim. Isso tudo me faz sentir uma enorme atração por ela. E mas uma vez eu me odeio pro esta pensando nela.

É melhor eu sair, quer saber eu vou falar com o Ryan, se eu não me engano ele esta com a Cait, finalmente ele tomou vergonha na cara e foi falar pra ela que gostava dela.

Assim que eu cheguei à porta do quarto dele a porta se abriu e eu vi a Amada saindo de lá rindo junto com o Ryan. O que será que eles estavam fazendo? Será que eles estavam, sei lá, se pegando lá dentro? Não isso não deve ter acontecido. E porque eu estou com essas duvidas idiotas? Quer saber esquece isso. Eu não tenho nada a ver com a vida deles não é?

Amanda: Justin?! – ela disse assim que percebeu que eu estava ali.

Justin: eu mesmo – eu sorri.

Ryan: e ai Brother? – nós fizemos um toque.

Justin: você vai sair é? – eu perguntei assim que notei que ele segurava uma sesta de piquenique na não.

Ryan: vou sim, eu tenho que arrumar umas coisas – ele disse sorrindo e olhando para a Amanda.

É talvez eles estejam se pegando mesmo, mas eu não ligo, não é mesmo? Quer saber a verdade eu 
ligo sim, o que ele esta fazendo com ela? Pra onde que eles estão indo? E não eu não estou com ciúmes.

Amanda: Ryan nós podemos chamar o Justin para nos ajudar não é? Assim nós terminamos mais cedo – ela disse o encarando.

Ryan: se ele quiser – ele me encarou

Eu não sei o que eles iriam fazer, mas eu queria ir juntos, eu queria ir pra ficar perto dela, mas ao mesmo tempo eu não queria, eu não queria me envolver.

Justin: o que vocês vão fazer? – eu perguntei curioso.

Amanda: vamos arrumar as coisas do piquenique. Lembra? – ela me perguntou.

Justin: piquenique? Não me lembro – eu disse em uma tentativa falha de me lembra.

Ryan: o meu piquenique com a Cait cara - ele disse me fazendo lembra que a Amanda avia falado disso pra mim.

Justin: há sim, agora eu lembro – nós rimos – eu ajudo sim – eu sorri.

Nós fomos até a praia, mas nós fomos a um lugar mais reservado, onde avia poucas pessoas. Nós começamos a arrumar as coisas e em poucos minutos já estava tudo pronto.

O Ryan pediu pra Amanda chamar a Cait e eu fui com ela. Ela estava tão animada, ela provavelmente sabia que aquele momento era importante pros dois, afinal, já tem um bom tempo que eles se gostam e nem um dos dois dizia nada.

Amanda: Cait abre a porta menina – ela disse batendo na porta.

Justin: calma – eu disse pegando na mão dela e evitando que ela de bater na porta – eu tenho certeza de que ela já ouviu e já ta vindo abrir a porta – eu falei.

Amanda: mais eu to batendo aqui faz meia hora e ela não vem – ela disse e eu ri.

Justin: não faz nem um minuto que você ta batendo na porta – eu disse ainda rindo, que dramática essa menina.

Amanda: ta, mas você pode soltar a minha mão – ela disse dando uma leve risadinha.

Eu a olhei meio sem graça e soltei a mão dela.

Cait: Amanda minha queria porque o escândalo? – ela perguntou assim que abril a porta.

Amanda: desculpa-me – ela deu uma leve risada – é que o Ryan pediu pra mim te chamar, já ta tudo arrumado, ele ta te esperando – ela sorriu.

Cait: AI MEU DEUS – ela disse alto, muito alto – eu tenho que encontra uma roupa – ela disse puxando a Amanda e a Amanda me puxou e nós entramos.

Amanda: calma Cait,  deixe-me ver – ela disse indo até o guarda-roupa da Cait e o abril e começou a procurar alguma roupa.

Depois de alguns minutos ela pegou uma roupa e pediu pra Cait ir provar.

Cait: e ai, ficou bom? – ela disse assim que saiu do banheiro.

Amanda: ta linda – ela disse indo até ela.

Justin: concordo você ta linda, mas vamos logo porque o Ryan já ta esperando  faz uns 15 minutos – eu disse apresando ela.

Cait: to atrasada, muito atrasada – ela disse nervosa.

Amanda: calma, deixa só eu arrumar seu cabelo e fazer uma maquiagem – ela disse sentando a 

Cait em uma cadeira.

Ela fez tudo bem rapidinho e depois a Cait saiu correndo pra ir pra praia.


Agora eu estou aqui no quarto da Amanda assistindo um filme com ela e o Victor, mas ela parece que esta em outro planeta, eu olhei pro Victor e ele estava prestando atenção no filme então eu resolvi pergunta o que estava acontecendo.

Justin: Amanda? – eu a chamei e ela não disse nada – Amanda? – dessa vez eu cutuquei ela, mas nada – ei? – eu a balancei e ela me olhou assustada.

Amanda: o que aconteceu? – ela perguntou assustada me fazendo ri.

Justin: é o que eu quero saber, você esta aérea, não esta prestando atenção no filme e eu te chamei e você não respondeu – eu disse meio baixo.

Amanda: é que eu estava pensando em ir falar com o Leo, mas eu to meio em duvido, não sei, ele estava muito bravo comigo, não sei se é uma boa idéia – ela disse no mesmo tom que eu.

Justin: bom eu acho que vocês precisão conversar, e ficar adiando isso não vai adiantar nada – eu disse.

Amanda: é eu sei – ela fez uma pausa – eu vou lá falar com ele então. Você pode ficar aqui com o Victor? Eu volto rapidinho – ela disse se levantando.

Justin: tudo bem, eu fico sim – eu sorri.

Amanda: obrigado, eu não demoro. Victor meu amor a mamãe vai ai rapidinhos ta? o Justin vai ficar aqui com você um pouquinho ta? – ela disse

Victor: ta bom mamãe – ele sorriu e voltou a presta atenção no filme.

Ela saiu e eu fique aqui com o Victor assistindo o filme. Depois de uns minutos eu ouvi algumas vozes altas, parecia ser a Amanda discutindo com alguém, e esse alguém era uma garota, o que esta acontecendo? 

Esta ai mais um capitulo, espero que gostem.
Desculpa a demora, eu estava sem criatividade :/
Cometem, eu quero saber se estão gostando da historia.

bruninha belieber : obrigado por seguir amor, vou seguir de volta e vou ler sua IB e pode deixar que eu comento também ta :D
rebeca : bem-vinda linda :)

Xoxo.
Bieber seduzindo como sempre hahahaha
SWAG!!



sexta-feira, 26 de outubro de 2012

Imagine Belieber – 24º capitulo.




Eu fui até o quarto do Leo e ele não estava lá. Eu não acredito que ele saiu sem me avisar, eu sei 
que ele é mais velho que eu, mas ele não pode sair sem me avisar.

Jas: ele não falou pra onde ia? – ela perguntou assim que nós saímos do quarto dele.

Amanda: não, ele não falou nada – eu disse fechando a porta.

Cait: espero que ele esteja bem – ela disse preocupada.

Amanda: eu também – eu disse triste.

Nós voltamos para o quarto do Justin, e dessa vez meu filho não saiu do quarto, ainda bem.

Justin: acharam ele? – ele perguntou assim que nós entramos no quarto.

Amanda: não – eu disse triste e me sentei na Cama.

Justin: não fica assim, logo ele aparece, eu tenho certeza – ele se sentou na cama e me abraçou.

Amanda: espero que sim – eu disse interando minha cabeça em céu pescoço, e fiquei sentindo seu perfume.

Eu estava muito preocupada, ele anda meio estranho, ela sai e não diz a onde vai, as vezes volta bêbado pra casa, eu não  quero nem imaginar o que pode esta acontecendo.

{Narração de Leonardo}

Eu tinha ido com o pessoal pra praia, mas estava muito chato lá, então eu fui dar uma volta pra ver se encontrava alguma gata. Eu avistei uma de longe e ela estava me olhando também. Eu percebi que ela estava sozinha então resolvi ir até ela.

Leo: oi gata – eu disse sentando ao seu lado no chão.

Gata: oi – ela sorriu.

Leo: qual o seu nome? – eu perguntei a encarando.

Gata: meu nome é Miley, e o seu? – ela perguntou me encarando também.

Leo: meu nome é Leonardo, mas pode me chamar de Leo – eu sorri.

Miley: então Leo você não esta a fim de ir ao meu apartamento, pra nós trocarmos algumas caricias – ela disse com uma voz sexy, e eu já estava ficando excitado.

Leo: demoro – eu disse levantando e logo em seguido ela levantou também.

Ela pegou as coisas dela e nós fomos para o apartamento. Nós entramos e eu já fui a beijando, ela largou a bolsa no chão e nós fomos indo para o quarto dela. Chegando lá eu comecei a beija - lá com mais desejo. Eu tirei as roupas dela, só a deixando de sutiã e calcinha, ela fez o mesmo comigo. Eu a deitei na cama e tirei seu sutiã e o jogando em algum canto do quarto. Eu a beijava e massageava seus seios ao mesmo tempo. Eu já estava explodindo de tanto prazer. Ela tirou minha cueca e eu tirei sua calcinha, eu peguei uma camisinha na minha carteira, eu abria camisinha e dei para ela colocar, e ela o fez, logo depois eu a puxei para deitar novamente e a penetrei com muita força, a fazendo gemer.

Miley: awwn vai Leo mete mais, awwn – ela gemeu me deixando ainda mais excitado.

Leo: isso gostosa geme meu nome – eu disse em seu ouvido e ela gemeu.

Eu a penetrava com toda minha força, e ela gemia cada vez mais auto. Depois de um tempo, nós dois chegamos ao limite do nosso prazer e gozamos juntos.

Miley: nossa! – ela disse ainda ofegante – eu nunca... Senti tanto prazer... Assim na minha vida – Ela disse entre os suspiros.

Leo: eu digo o mesmo - eu disse e logo em seguida a beijei – vamos tomar um banho – eu disse levantando e a pegado no colo.

Miley: vamos sim – ela sorriu e me beijou.

Nós entramos no banheiro, eu ainda estava com ela no meu colo, ela me dava beijos muito hots e eu já estava ficando excitado de novo. Eu a coloquei sentada na pia do banheiro e disse para ela me espera ali, eu voltei no quarto e peguei outra camisinha, eu coloquei e voltei pro banheiro. Eu abri as pernas dela e já fui a penetrando com muita força, e ela ficava gemendo no meu ouvido e isso me deixava doido. Eu ficava falando coisas pervertidas para ela e ela fazia o mesmo. Depois de um tempo naquela posição eu coloquei ela no chão e a virei de costas e fui penetrando com muita força. Nós ficamos assim mais um pouco e logo depois chegamos ao orgasmo.

Nós fomos para de baixo do chuveiro e ficamos lá nos beijando. Depois do ‘’banho’’ nós nos vestimos e ficamos assistindo TV já que ainda estava cedo e ela pediu para que eu ficasse mais um pouco.

Leo: você mora aqui sozinha? – eu perguntei a olhando.

Miley: não – ela disse sorrindo – eu tenho namorando, mas ele fica o dia todo fora, às vezes eu trago alguns rapazes aqui para eu me divertir um pouco – ela disse logo depois me beijou.

Nossa que vadia, eu pensei. Mas até que ela não é de se jogar fora. 

Leo: já que você tem namorado é melhor eu ir antes que ele chegue, não estou a fim de arranjar encrenca – eu disse levantando.

Miley: fica mais um pouquinho, ele só chegar à noite – ele disse levantando e colocando suas mãos em volta do meu pescoço – se você quiser nós podemos fazer mais sexo, eu to doidinha pra ter você dentro de mim de novo – ela disse abrindo o zíper da minha calça e colocando a mão dentro da minha cueca.

Leo: wow – eu disse assim que ela encostou em meu membro – awwn assim, vai gostosa, awwn – eu disse gemendo enquanto ela fazia movimentos de vai e vem.

Miley: vem pra cama – ela disse tirando a mão de dentro da minha cueca e me puxou pra cama - vem gostoso – ela disse me empurrando pra cama e me beijando.

XxXx: o que é isso? – nós ouvimos alguém dizer.

Nós levantamos assustados e olhamos para a porta do quarto onde tinha um menino nós olhando com raiva, provavelmente é o namorado dela.

Miley: Logan! – ela disse surpresa.

Logan: sua vadia, eu não acredito que estava me traindo! Eu te dou tudo e é assim que você retribui – ele disse vindo na direção dela e dando um tapa no rosto dela – VADIA – ele gritou.

Leo: hey cara não bate nela seu idiota – eu disse o empurrando.

Logan: quem você pensa que é pra dizer o que eu devo ou não fazer com essa vadia?! – ele disse e me deu um soco no rosto me fazendo cair no chão.

Eu me levantei e fui pra cima dele revidando o soco que ele me deu. Eu o joguei no chão e fui dando vários socos em sua barriga. Ele em um movimento rápido ficou por cima de mim e foi dando socos no meu rosto e na minha barriga.

Miley: PARA LOGAN – ela disse gritando e tentando tirar ele de cima de mim.

Logan: sai vadia – ele disse saindo de cima de mim e a empurrando, a fazendo cair na cama.

Ele foi pra cima dela e ficou batendo nela e ela chorava e gritava.

Leo: seu covarde, para de bater nela idiota – eu disse o pegando e jogando no chão – vagabundo – eu disse chutando sua barriga – covarde – eu disse chutando suas partes e ele gemeu de dor – vem, vamos embora daqui – eu disse pegando na mão da Miley e saindo do quarto.

Miley: o que vai ser de mim agora, eu não tenho pra onde ir – ela disse chorando.

Leo: eu posso te levar para o hotel onde eu estou, você pode ficar lá até achar outro lugar par 
mora – eu disse apertando o botão do elevador.

Miley: muito obrigado Leo, eu não sei o que seria de mim sem você – ela me abraçou chorando.

Leo: não chora, vai ficar tudo bem.

Nós saímos do hotel e fomos andando até o hotel onde eu estava hospedado. Quando nós chegamos lá já era de noite. Eu passei o dia todo fora, minha irmã vai me encher o saco 
perguntando onde eu estava e o que tinha acontecido comigo, eu odeio esse interrogatório que ela 
sempre faz.

Eu fui direto pro meu quarto. Eu dei uma blusa minha para a Miley usar pra dormi.

Leo: espero aqui que eu já volto – eu disse saindo do quarto.

Eu fui até o quarto da Amanda pra poder falar com ela e explicar o que tinha acontecido. Eu já fui abrindo a porta e me deparei com uma cena que eu nunca imaginaria ver.

Ai esta, mas um capitulo espero que gostem.
Minhas Beliebers lindas mil desculpas, eu estou me sentindo horrível por não ter postado esse tempão, me desculpem mesmo :(
Comentem, eu quero saber se estão gostando.
Xoxo.

Owwn que lindo os dois, eu iria amar se eles ficassem juntos <3
SWAG!!


Quem sou eu

Minha foto
Uma garota sorridente que acreditas nos sonhos dela, e que é Belieber com muito orgulho.
Tecnologia do Blogger.

Belieber Número

You can replace this text by going to "Layout" and then "Page Elements" section. Edit " About "

Follow by Email

Seguidores