segunda-feira, 31 de dezembro de 2012

Imagine Belieber – 28º capitulo.



Depois de comermos fomos caminhar um pouco, nós estávamos bem afastados das pessoas, era só eu e ela.

Ela estava falando sobre algo que avia acontecido com ela e a Jasmine, mas eu não estava prestando atenção, eu ficava olhando cada detalhe do rosto dela, eu estava fitando seus lábios, me dava vontade de beijá-los, seus olhos me deixavam hipnotizado, ela é tão perfeita, eu nem sei como vou pedir ela em namoro, não sei o que dizer, eu não posso simplesmente falar ‘’Caitlin quer namorar comigo?’’ não, definitivamente eu não vou dizer só isso, é capas dela me dar um tapa na cara, isso seria horrível.

Eu estava tão distraída que nem percebi que ela estava me olhando com um olhar curioso.

Cait: você não estava prestando atenção no que eu dizia certo? – ela deu uma leve risada.

Ryan: é eu não estava – eu dei um meio sorriso.

Cait: sabia – nós rimos – então já que não estava prestando atenção no que eu dizia no que você 
estava pensando? – ela perguntou curiosa.

Ryan: é... Nada, eu não estava pensando nada – eu dei uma risada sem graça.

Cait: sei – ela disse rindo me fazendo ri também.

Ryan: você esta duvidando de mim? É isso mesmo? – eu disse a olhando com cara de quem estava bravo.

Cait: estou sim por quê? - ela disse provocando.
Ryan: há esta é? – eu disse me aproximando e ela foi dando alguns passos para trás – já que você ousou duvidar de mim, agora você sofrera as consequências – eu a peguei no colo e fui andando até o mar.

Cait: RYAN NÃO - ela disse tentando sair dos meus braços – por favor, Ryan, não faz isso – ela disso e eu apenas ri.

 Ryan: não adianta se debater eu não vou te soltar, pensando bem... – eu parei de andar assim que sentir aquela água gelada nos meus pés.

Cait: NÃO RYAN – ela gritou tão alto que eu acabei me assustando e deixando-a cair.

Ryan: Caitlin! – eu disse indo ajudar ela a se levantar – desculpa – eu comecei a ri e não consegui parar.

Cait: eu vou te matar – ela deu aquele sorriso maligno e jogou água em mim.
Ryan: ha não, você não fez isso, agora é guerra – eu disse jogando água nela.

Nós riamos e corríamos. É tão bom vê-la sorrindo, eu fico tão feliz ao ver o sorriso dela, é nessas horas que eu percebo que estou mesmo apaixonado pro ela.
Neste momento eu estou correndo atrás dela, ela não estava tão longe de mim então foi fácil alcançá-la. Eu a peguei pela cintura e a rodopiei, ela ria junto comigo, esse era um momento tão mágico, tão especial, eu estou amando esta aqui com ela.

Eu girei tanto que acabei perdendo o equilíbrio e caindo em cima dela.

Cait: oh não, meu cabelo vai ficar todo sujo de areia – ela disse e eu ri.

Ryan: mulheres – eu disse e revirei os olhos.

 Cait: bobo – ela mostrou a língua e eu ri.

Ryan: bobo é? Mas esse bobo aqui é de quem mesmo? – eu disse a encarando.

Cait: hmm, deixa eu pensar – ela fez uma pausa fingindo esta pensando – MEU – ela disse dando um mega sorriso me fazendo sorri mais ainda.

Ryan: isso mesmo, só seu – eu disse me aproximando e juntando nossos lábios iniciando um beijo calmo e muito romântico.

Nós ficamos lá nos beijando, estava tão bom, mas tivemos que separar nossos lábios por falta de ar.

Cait: Ryan eu necessito de ar ok – ela disse me empurrando pro lado – agora sim – ela suspirou.

Ryan: babo – eu disse me levantando – vem – eu estendi a minha mão para ajudá-la a levantar.

Cait: obrigado – eu disse passando a mão no cabelo tirando à areia do mesmo e logo depois passou a mão no short tirando um pouco de areia, e é claro que fiquei observando atentamente – o que foi? – ela perguntou assim que viu que eu não parava de olhá-la.

Ryan: nada, eu só estava te observando – eu disse passando a mão em seu rosto.

Ela sorriu. Nós ficamos traçando olhares e sorriso, ela de vez em quando desviava o olhar provavelmente estava com vergonha, ela é um pouco tímida, e eu acho muito fofo quando ela fica com vergonha, ela fica ainda mais linda.

(...)

O sol esta se pondo, eu estou sentando com ela na areia, nós estamos observando o por do sol, que por sinal é lindo.

Cait: que lindo – ela estava com os olhos brilhando admiranda aquela vista.

Ryan: eu ou o por do sol? – eu perguntei brincando.

Cait: os dois – ela me olhou e sorriu.

Esse é o momento certo para pedir ela em namoro, não tem momento mais adequado e romântico 
que esse.

Ryan: Cait – eu a chamei fazendo ela me olhar – eu quero dizer que eu te amo, quero viver ao seu lado, quero me casar e ter filhos com você, quero poder ser feliz o resto da minha vida junto a ti meu amor. Eu me apaixonei por você de uma forma que eu não sei explicar, mas eu tentava fugir desse amor que eu sentia por você, mas eu vi que ira impossível, esse amor é maior que eu, e eu fiquei tão feliz quando soube que você gostava de mim também – eu me levantei fazendo ela se levantar também – Caitlin você quer namorar comigo? – eu coloquei a mão no bolso pra pegar a caixinha que estava os anéis, mas ela não estava lá. Eu sou muito burro mesmo, eu deixei lá na minha mochila – meu amor espera só um pouquinho ta – eu nem esperei ela responder e sai correndo pra pegar os anéis.

{Narração de Caitlin}

Ele estava tão romântico hoje, nós nos divertimos muito, brincamos, corremos, nos beijamos, essa tarde com ele foi perfeita.

Nós estávamos vendo o por do sol, aquilo era tão romântico, nós estávamos abraçados observando aquela bela vista até ele me chamar e começar a fazer uma declaração, eu fiquei paralisada, eu fiquei sem saber o que fazer, ele estava dizendo coisas lindas, ele disse que me amava, eu estava transbordando de felicidade. Ele se levantou e eu levantei junto ele me olhou nos olhos respirou fundo e disse à frase que eu mais queria ouvir, ele me pediu em namoro, mas algo estava errado, ele colocou as mãos nos bolsos da bermuda dele procurando alguma coisa, mas ele não encontrou então ele disse que iria ali e já voltava, ele nem esperou eu responder e saiu correndo, ele estava indo em direção de onde nós estávamos antes.

Eu fiquei lá parada esperando ele voltar. Eu olhava pro por do sol e aquelas lindas palavras que ele avia dito há alguns minutos atrás ficavam ecoando em minha mente, eu não conseguia parar de sorriu, eu estava tão mais tão feliz que parecia que eu iria explodir de tanta felicidade.

Eu senti alguém me abraçar por trás e beijar o meu pescoço me fazendo arrepiar, era ele.

Ryan: voltei, desculpa pela demora eu não estava encontrando isto – ele veio na minha frente se ajoelhou e abriu uma caixinha vermelha, lá dentro avia duas alianças lindas - então Caitlin você aceita ser minha namora? Aceita me fazer feliz por resto da minha vida? – ele perguntou me encarando esperando uma resposta.

Cait: sei não Ryan – eu disse brincando, ele me olhou com os olhos arregalados e assustado – é brincadeira seu bobo, é claro que eu aceito – ele respirou aliviado, ele se levantou e colocou uma das alianças em meu dedo e eu peguei a outra e coloquei em seu dedo – eu te amo – eu disse sorrindo.

Ryan: eu te amo mais – ele disse e logo depois se aproximou de meus lábios os selando.

Nós nos beijávamos apaixonadamente, aquele definitivamente foi o melhor beijo de todos. 

Esta ai mais um capitulo, espero que gostem.
Comentem, seu comentário é muito importante pra mim. 
FELIZ ANO NOVO MEUS AMORES! tudo de bom pra vocês, que em 2013  possamos realizar nossos sonhos, ir na Believe Tour né haha. muita saúde, paz, amor, felicidade, dinheiro também né, bom espero que 2013 seja melhor que 2012! Amo vocês minha lindas e lindos se tiver algum menino ai kk, bom é isso beijos meus amores <3

achei lindo ele usando essa regata escrito ''I ♥ my Beliebers'' 
SWAG!!
 

quinta-feira, 27 de dezembro de 2012

Selos!!!




 




Eu fiquei muito, muito feliz quando vi que tinha recebido esses selinhos :D
Bom os blogs que eu vou dar os selinhos são:

Esses são os blogs. Eu super indico esse blogs pra vocês lerem as historias são perfeitas <3
Xoxo.


quarta-feira, 26 de dezembro de 2012

Imagine Belieber – 27º capitulo.




Ele me encarava querendo uma resposta, mas eu não conseguia pronunciar nenhuma palavra, então eu me aproximei dele e o beijei, isso mesmo, eu o beijei. Bom eu não tinha certeza se sentia algo a mais por ele ou não, mas eu queria beijá-lo de novo, sentir os lábios dele colados nos meus, sentir aquele friozinho na barriga, eu precisava disso.

Ele de imediato correspondeu ao beijo. Ele colocou uma das mãos na minha cintura me puxando para mais perto de seu corpo e a outra mão ele colocou na minha nuca, eu estava com minhas mãos em volta do seu pescoço. Era tão bom ter seus lábios colados nos meus, o beijo estava tão calmo, tão romântico, estava perfeito.

Eu estava perdida naquele momento mágico entre eu e ele, parecia que só existíamos nós dois no mundo. Eu comecei a ouvir alguém me chamar, mas não era qualquer um era o Victor, oh my god!

Victor: mamãe? – ele disse puxando a minha blusa.

Eu logo tratei de me afastar de Justin. Eu encarei Victor e logo vi que Jasmine estava lá parado nos encarando, ela provavelmente estava com Victor.

Amanda: Filho – eu disso o pegando no colo.

Victor: mamãe por que você estava beijando o Justin? – ele perguntou me encarando e eu gelei o que eu vou dizer?

Eu não consegui pensar em nada, eu olhei pro Justin e ele me olhou com cara de quem não sabia o que fazer também, ótimo me ferrei.

Jasmine: Victor meu amor vamos lá pro quarto comer chocolate daqui a pouco a sua mãe vem também – ela disse vindo até mim e o pegando no colo.

Victor: oba chocolate – ele disse todo animado.

Jasmine: esta me devendo uma – ela disse sussurrando enquanto pegava o Victor.

Amanda: valeu amiga – eu disse e ela sorriu.

Quando ela saiu com Victor eu respirei aliviada afinal eu não precisei responder aquela pergunta imprópria do meu filho não é?

Justin estava me encarando, assim que ele percebeu que eu estava o encarando também ele sorriu e me puxou pela cintura.

Justin: onde nós paramos mesmo? – ele perguntou aproximando seus lábios do meu pescoço e logo em seguida dando vários beijinhos no mesmo me fazendo arrepiar.

Amanda: Justin – eu protestei me afastando.

Justin: o que? – ele disse me encarando, ele estava com uma cara muito engraçada e eu não consegui conter a risada – ta rindo do que em? – ele disse fazendo cócegas na minha barriga.

Amanda: para Justin – eu disse me afastando – eu estava rindo da sua cara – eu mostrei a língua.

 Justin: boba – ele fez o mesmo – mas então você gosta de mim mesmo? – ele mudou de expressão ele ficou seria.

Amanda: eu não sei, quer dizer eu... É... Eu não sei – eu disse me enrolando nas palavras, eu não tinha certeza do que sentia por ele, eu precisava de tempo pra pensar – eu não tenho certeza do que sinto por você Justin, as coisas estão acontecendo rápido demais, eu preciso de um tempo pra pensar tudo bem? – eu disse meio aflita esperando por sua resposta.

Justin: sim, tudo bem – ele disse meio desanimado e deu um meio sorriso.

Amanda: bom eu preciso ir depois a gente se fala – eu disse e dei um meio sorriso também.

Justin: ok – eu me aproximei dele pra dar um beijo em sua bochecha, mas ele foi mas rápido e me deu um selinho – até depois – ele sorriu e saiu me deixando lá com cara de quem não ta entendendo nada.

Eu fique lá parada lembrado daquele momento surreal que acabara de acontecer, foi tão mágico, tão fofo, tão Justin haha. Ele é tão especial pra mim, só de lembrar que ele disse que gosta de mim eu fico tão feliz, é algo inexplicável.

Depois de ficar parada lá no meio do corredor que nem uma idiota eu fui pro meu quarto ver o que a Jas e o Victor estavam aprontando.

Amanda: o que os dois estão fazendo ai em? – eu disse assim que entrei no quarto.

Victor: mamãe – ele disse vindo correndo até mim.

Jas: nós só estamos comendo chocolate – ela disse me mostrando o chocolate.

Victor: é mamãe ta muito bom, to prova – ele disse colocando um pedaço na minha boca.

Amanda: hmm que gostoso, mas não é pra comer muito não ta meu amor se não depois você fica com dor de barriga – eu disse o colocando no chão e ele saiu correndo indo pra cama onde estava a Jasmine.

Victor: ta bom mamãe – ele disse pegando mais um pedaço de chocolate e logo em seguida voltou a assistir o desenho.

Jas: em aqui – ela me puxou pelo braço até o sofá.

Amanda: que foi? – eu disse me sentando de frente pra ela.

Jas: que foi é – ela disse rindo me fazendo ri também – o que foi aquilo? – ela perguntou animada.

Amanda: aquilo o que? – me fiz de desentendida.

Jas: para de enrolar conta logo – ela disse ansiosa.

Amanda: ta bom, ta bom – eu ri – ele disse que gosta de mim – eu disse dando um baita sorriso – e ele perguntou se eu gostava dele também mas eu não tenho certeza do que estou sentindo por ele.

Jas: mas e aquele beijo? Foi ele que te beijou? – ela perguntou curiosa.

Amanda: não – eu dei um meio sorriso – fui eu, e não me pergunte por que eu fiz isso – eu disse rindo.

Jas: ok – ela riu também – eu acho que vocês vão acabar ficando juntos, se ele disse que gosta de você ele não vai desistir até você aceitar ficar com ele – ela sorriu.

Amanda: o problema não sou eu aceitar ficar com ele ou não, o problema é o Leo ele não gosta do 
Justin, ele vai ficar furioso quando souber – eu disse desanimada.

Jas: ele vai ter que aceitar, se ele pode sair pegando aquelas vadias por que você não pode ficar com o Justin? Se ele não quer que você se meta na vida dele então ele não pode se meter na sua vida também – ela disse seria e eu apenas concordei com a cabeça.

Eu espero mesmo que ele não venha querer se meter, não quero que ele venha com aquele papinho de sempre ‘’ele não é boa pessoa, você vai acabar saindo machucada, e eu não quero ver você sofrendo’’ eu sei que ele se preocupa comigo, mas eu sei cuidar de mim e sei que o Justin nunca faria nada pra me magoar.

Jas: você sabe onde ta a Cait? Eu a procurei, mas não a encontrei em lugar nenhum – ela disse se levantando e indo pegar o pacote de chocolate que estava na cama e logo depois voltou pro sofá.

Amanda: ela ta com o Ryan, ele a chamou para um piquenique, ela não te falou? – eu perguntei pegando um pedaço de chocolate.

Jas: ah é mesmo ela falou, eu tinha esquecido – nós rimos.

Nós ficamos lá conversando e comendo chocolate, era tão bom ficar com a Jas ela me faz ri, eu adoro isso.

De vem em quando eu me pegava pensando nele, será mesmo que eu devo aceitar, sei lá, ficar com ele, pelo menos eu vou poder ver se sinto algo a mais por ele ou não. É melhor eu pensar bem, não quero magoar ele.

{Narração de Ryan}

Onde ela esta? Será que ela não vai vim? Oh my god!

Eu estava andando de um lado para outro, eu estava muito nervoso, ela não tinha chegado ainda, ela estava 15 minutos atrasada. Eu parei de andar e fiquei encarando o mar.
‘’ela vai vim’’ eu ficava repetindo isso pra mim mesmo, mas não adiantava eu não conseguia parar de pensar na possibilidade de ela ter desistido de vim, de ela ter desistindo de mim.

XxXx: Ryan – eu ouvi alguém me chamar, eu sabia que era ela, eu reconheci aquela doce voz.

Ryan: eu pensei que você não viria – eu disse me virando e sorrindo.

Cait: eu me atrasei um pouquinho, me desculpa – ela disse olhando pro chão.

Ryan: tudo bem, o que importa é que você esta aqui – eu sorri e me aproximei dela.

Cait: assim você vai me deixar sem graça – ela deu um sorrisinho tímido.

Ryan: essa é a intenção – eu ri.

Cait: besta – ela riu também.

Ryan: besta que você ama muito não é – eu ri e deu um selinho nela.

Cait: vamos comer – ela disse se soltando e sentando na areia.

Ryan: ok – eu me sentei de frente pra ela e nós ficamos conversando e comendo.

Eu estou tão nervoso, não sei o que falar, eu estou suando frio. Eu tenho que pensar no que vou dizer quando foi a pedir em namoro, será que ela vai aceitar? Espero que sim.

Calma Ryan, relaxa, respira fundo e aja normalmente.

Esta ai mais um capitulo espero que gostem.
Comentem eu quero saber se estão gostando.
Estou tão feliz ganhei 7 selinhos da Jessy Do Kidrauhl obrigado sua linda <3
Depois eu posto os selinhos e coloco os blogs que os receberam ok.
Xoxo.
Meus branquelos lindos <3
SWAG!!




terça-feira, 25 de dezembro de 2012

Feliz Natal!

Passando só pra desejar um Feliz Natal pra vocês meus amores!
Obrigado por lerem a minha IB suas lindas.
Não se preocupem por que amanha eu vou posta ok! 
Xoxo.

sábado, 15 de dezembro de 2012

Imagine Belieber – 26º capitulo.




{Narração de Amanda}

Eu respirei fundo umas mil vezes antes de bater na porta. Assim que eu bati na porta ela se abriu e de lá de dentro saiu uma menina, muito bonita por sinal, mas o que diabos uma menina estava fazendo no quarto do meu irmão? Bom, essa foi uma pergunta muito idiota não é?! Mas mesmo assim o que essa vadia esta fazendo aqui?

XxXx: posso ajudar? – ela perguntou me olhando com desprezo.

Amanda: pode sim queridinha, você pode sair da minha frente – eu disse a empurrando e fazendo ela sair da frente e eu entrei.

XxXx: quem você pensa que é pra ir invadido o quarto dos outros? – ela disse indignada vindo até mim.

 Amanda: primeiro quem você pensa que é pra vim falando nesse tom de voz comigo e segundo esse quarto aqui é do meu irmão e eu o invado a hora que eu quiser então sai da minha frente vadia – eu disse tirando ela da minha frente e procurando o Leo.

XxXx: minha querida me chamo Miley muito prazer – ela deu um sorrisinho irônico – e pra sua informação eu não sou uma vadia, já você eu não posso dizer o mesmo – ela disse ainda com aquele sorriso irônico que me deixou com mais raiva ainda.

Amanda: minha queria eu não sou como você que sai dando pra qualquer um ok? – eu sorri ironicamente.

Miley: claro que não, você é muito pior – ela se virou pra ir até a cama, mas como eu não levo desaforo pra casa eu tive que pegar ela pelo braço fazendo a mesma se vira para mim com uma cara de espanto – o que você pensa que esta fazendo? Me solta garota – ela disse tentando se soltar.

Amanda: minha querida mesa as palavras antes de falar sobre mim ouviu – eu disse seria, eu estava a ponto de dar um tapa na cara dela.

Miley: ou o que? Vai me puxar pelo braço de novo, ou vai chamar o seu irmão pra te defender? Você que escolhe – ela disse com aquele mesmo sorriso irônico.

Dessa vez eu não pude me controlar, ela tinha passado dos limites, como ela ousa falar assim de mim. Eu a encarei com um olhar mortal e ela só sorria, mas esse sorriso não durou muito, eu tratei de dar um belo tapa na cara dela que fez minha mão arder e ela virar o rosto.

Amanda: eu escolho dar mais um tapa nessa sua cara de vadia – eu disse sorrindo ironicamente.

Leo: o que você esta fazendo aqui Amanda? – ele disse assim que saiu do banheiro sem camisa e com o cabelo todo bagunçado.

Amanda: eu vim aqui tentar conversar com você e encontro uma vadiazinha no seu quarto! O que esta acontecendo com você? Você não era assim Leonardo – eu disse tentando me acalmar.

Leo: o que esta acontecendo? Eu deveria perguntar isso a você. Eu sou o mesmo, mas e você? Por que esta agindo assim? – ele veio até mim, ignorando os gemidos de dor da vadia.

Amanda: se você esta falando do beijo que rolou entre mim e o Justin você esta sendo infantil, foi só um beijo não significou nada, foi coisa de momento, você esta sendo muito idiota agindo desse jeito, ficando com raiva sem motivos, por favor Leo – eu disse revirando os olhos.

Leo: eu não estou sendo infantil E nem idiota, eu só acho que você não deveria ficar beijando ele, afinal você nem o conhece direito e já o beijou – ele disse indignado como se beijar o Justin fosse algo de outro mundo

Amanda: eu aposto que você também não conhece essa vadia direito, mas olha só, ela ta aqui e eu aposto que você deve ter transado com ela, então não venha falar de mim seu idiota – eu disse já ficando alterada novamente.

Leo: não fala comigo assim Amanda, eu sou sei irmão não qualquer um pra você ficar falando assim – ele disse ficando alterando também.

Amanda: eu falo do jeito que eu quiser, você não me da motivos pra te tratar diferente, VOCÊ É UM IDIOTA MESMO – eu gritei, gritei porque estava com raiva, muita raiva.

Leo: NÃO GRITA COMIGO PORRA– ele gritou também, mas ele levantou a mão pra me bater, mas o Justin apareceu do nada segurando no braço dele evitando que ele me batesse.

Justin: cara se acalma, por favor – ele disse soltando o braço do Leo.

Leo: o que você esta fazendo aqui Justin? Sai do meu quarto seu idiota – ele disse já indo pra cima do Justin.

Justin hey se acalma. Eu só estava tentando evitar que você fizesse alguma besteira – ele disse calmo.

Leo: quem fez besteira aqui foi você, por que você beijou a minha irmã? Você ta querendo se aproveitar dela só porque agora esta solteiro? Se você ta achando que vai pegar ela e depois jogar fora você esta muito enganado, então fique longe dela, ouviu? – ele disse serio.

Justin: eu entendo a raiva que você esta sentindo por mim, mas eu não quero e não vou magoar a sua irmã, e nós não temos nada, não a motivos para você ficar com raiva de mim, como ela disse nós só nos beijamos, não ouve mais nada você viu – ele disse tentando acalmar o Leo.

Leo: eu espero, para o seu bem, que você não faça nada para machucar a minha irmã, se não meu irmão você vai ta ferrado, ouviu? – ele disse mais que serio, ele estava quase voando no pescoço do Justin.

Justin: sim, eu ouvi – ele disse.

Amanda: Leo será que da pra parar de ser idiota, pelo amor de Deus, que verginha, serio, meu não precisa disso, não precisa dar esse seu showzinho ok? – eu disse com um pouco de vergonha pelo simples fato de ele ter dito tudo isso pro Justin, e foi muito desnecessário.

Leo: eu não estou dando nem um show aqui, eu só estou tentando proteger a minha irmã só isso – ele disse como se fosse obvio.

Amanda: você fala como se o Justin fosse fazer alguma coisa comigo, por favor – eu o encarei indignado.

Leo: minha queria irmã você é muito inocente – ele colocou a mão no meu ombro – você não sabe o que se passa pela mente poluída desse ai – ele disse olhando por Justin com cara feia e eu ri.

Justin: o que? – ele disse indignado – eu não tenho mente poluída – ele disse com uma cara de espanto muito engraçada me fazendo ri mais.

Amanda: eu sei disso, meu irmão que é super protetor e um idiota não é – eu o encarei com cara feia e ele deu uma risada sem graça.

Miley: se vocês ainda não perceberam eu estou morrendo aqui – nossa a vadia ainda ta ai!

Leo: o que aconteceu? – ele disse indo até ela, que ainda esta com a mão no rosto onde eu avia dado um tapinha de leve, acho que nem doeu tanto assim.

Miley: a sua irmãzinha me bateu – ela disse furiosa e eu ri.

Amanda: para de drama vadia, nem foi tão forte ok – eu disse revirando os olhos.

Leo: Amanda eu não acredito que você bateu nela – ele disse indignado indo até a cama com ela.

Amanda: eu não fiz nada que merda – eu disse já com raiva.

Miley: não vez nada?! Você me deu um tapa na cara e ainda fala que não vez nada! – ela disse me olhando indignada.

Amanda: olha o drama garota. Eu admito, eu bati nela sim e não, eu não me arrependo – eu sorri ironicamente a encarando.

Miley: vadia eu vou te matar – ela disse levantando e vindo pra cima de mim.

Amanda: sai de perto de mim – eu disse a empurrando fazendo ela cair no chão e me levar junto – ai porra – eu disse reclamando por ter batido as costas no chão.

Miley: agora você vai ver quem é vadia – ela disse dando um tapa na minha cara.

 Leo: adoro ver briga de mulher – ele disse todo animado.

Justin: cara você não vai fazer nada? Ela ta batendo na sua irmã – ele disse indignado com a atitude do Leo.

Amanda: SAI DE CIMA DE MIM VADIA – eu disse gritando e a empurrando tirando ela de cima 
de mim.

Leo: é você ta certo, mas fala ai é muito legal ver isso – ele disse rindo e olhando eu e a vadia tentando se matar.

Justin é legal – ele riu – o eu to falando, vêm separa elas – ele disse puxando o Leo e indo até onde nós estávamos brigando - AMANDA SOLTA O CABELO DELA – ele disse gritando tentando fazer com que eu soltasse o cabelo da vadia.

Amanda: ME SOLTA JUSTIN, EU VOU MATAR ESSA CACHORRA - eu disse gritando e puxando o cabelo dela mais ainda.

Leo: AMANDA SOLTA ELA – ele disse me assustando fazendo eu soltar o cabelo dela, mas na minha mão avia ficado um punhado te cabelo, quando eu vi isso eu ri.

Amanda: isso que da mexer com quem esta quieto vadia – eu sorri.

Miley: OMG O MEU CABELO – ela disse pegando em seus cabelos.

Justin: não acredito que fez isso – ele disse sussurrando pra mim indignado.

Amanda: ela mereceu Justin, ela estava me batendo, e você ainda falou que aquilo era legal seu idiota – eu disse o encarando com raiva.

Justin: desculpa, é que eu... Eu... Sei lá... Eu só... Há sei lá – ele disse nervoso me fazendo ri – ta rindo do que em briguenta? – ele disse me encarando.

Amanda: não sou briguenta ok – eu disse o encarando incrédula.

Justin: não é? E quem é que estava brigando há 5 minutos atrás e ainda saiu com um tufo de cabelo nas mãos? – ele disse rindo.

Amanda: não sei quem foi que fez tudo isso, mas pode ter certeza não fui eu – eu disse seria mais logo em seguida comecei a ri.

Leo: Amanda vem pode pedir desculpas pra Miley – ele disse se levantando.

Amanda: eu não vou pedir desculpa coisa nenhuma – eu disse saindo do quarto dele.

Justin: hey espera – ele disse vindo até mim.

Amanda: o que você quer vai falar pra eu voltar lá e pedir desculpas? Se for fazer isso desiste por que eu não vou me desculpar com ninguém – eu disse o encarando com raiva.

Justin: não eu não vou fazer isso – ele disse me encarando.

Nós ficamos lá parados um olhando pro outro sem dizer nada. Nós ficamos no silencio absoluto, e isso estava me incomodado. Eu queria dizer alguma coisa pra quebra esse clima tenso que estava, mas simplesmente não saia nenhuma palavra da minha boca.

Justin: é... Eu queria saber se... Se... –ele estava tentando perguntar alguma coisa, mas não saia nada da sua boca.

Amanda: queria saber o que Justin? – eu perguntei curiosa.

Justin: eu queria saber se... – ele respirou fundo e então continuou – se aquele beijo não significou nada pra você mesmo? Porque pra mim significou alguma coisa – ele disse e eu gelei, ele avia escutado o que eu disse pro Leo, e eu não sei o que dizer, eu não sei se aquele beijo realmente significou alguma coisa.

Eu fiquei lá parada sem dizer uma palavra. Ele ficou me encarando esperando por uma resposta, mas nada, nada, nenhuma palavra saia da minha boca.

Vamos Amanda diga alguma coisa. Eu ficava repetindo isso inúmeras vezes na minha mente. Eu tentava organizar os meus pensamentos, tentava entender se o que eu sentia por ele era realmente algo a mais, se era o que ele estava sentindo por mim também.

Esta ai mais um capitulo, espero que gostem.
Comentem, quero saber se estão gostando.
Xoxo.
Que perfeito esse menino, meu Deus hahaha.
SWAG!!
 

Quem sou eu

Minha foto
Uma garota sorridente que acreditas nos sonhos dela, e que é Belieber com muito orgulho.
Tecnologia do Blogger.

Belieber Número

You can replace this text by going to "Layout" and then "Page Elements" section. Edit " About "

Follow by Email

Seguidores